CÂMARA DE LOBOS - DICIONÁRIO COROGRÁFICO

A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z  
 
Entrada > Dicionário > B > Barradas, Dr. Francisco Vieira da Silva
 

 

 

BARRADAS, Dr. Francisco Vieira da Silva

 

Nasceu na freguesia de Câmara de Lobos, em 1821 e faleceu em Benfica no dia 23 de Outubro de 1897, aos 76 anos de idade. Era filho de Francisco Vieira da Silva e de Júlia Emília Vieira[1].

Licenciou-se em Direito pela universidade de Coimbra, tendo assentado banca de advogado em Lisboa, onde exerceu com larga clientela o lugar de advogado e de Tabelião de notas.

Foi um verdadeiro precursor dos modernos serviços do notariado português. Como advogado e especialmente como tabelião de notas, conforme então se dizia, o Dr. Francisco Vieira da Silva Barradas conquistou em Lisboa um nome distinto na segunda metade do século XIX. Depois dum largo tirocínio no exercício do Notariado, empreendeu em 1867  a publicação duma revista da sua especialidade, de que o Dic. Bibl. Port. OCVIII-270) refere como «revista dos Tabeliães, contendo a legislação, artigos doutrinários, formulário e notícias concernentes ao exercício do tabelionato redigida pelo bacharel Francisco da Silva Barradas». Foi a primeira publicação desse género que se fez em Portugal, sendo ao tempo considerada como um valioso repositório, que podia com toda a segurança e proveito ser consultada pelos que tivessem de ocupar-se dos serviços notariais. Saíram a lume alguns volumes e terminou a sua publicação no ano de 1875[2] .


(Colaboração do Dr. António Soares de Sousa)


[1] CLODE, Luiz Peter. Registo Bio-Bibliográfico de Madeirenses, séc. XIX-XX, pg 58.

[2] SILVA,Fernando Augusto. O Arquipélago da Madeira na Legislação Portuguesa, 1941.

 

Câmara de Lobos

Dicionário Corográfico
Edição electrónica

Manuel Pedro Freitas

Câmara de Lobos, sua gente, história e cultura