CÂMARA DE LOBOS - DICIONÁRIO COROGRÁFICO

A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z  
 
Entrada > Dicionário > A > A. Izidro Gonçalves
 

 

 

A. Izidro Gonçalves

 

Nome de empresa vinícola, criada em 1870 pelo estreitense António Izidro (Isidoro) Gonçalves, nascido na freguesia do Estreito de Câmara de Lobos a 21 de Abril de 1844 e falecido no Rio de Janeiro, a 4 de Junho de 1931.

O Brasil foi desde sempre o mercado preferência e quase que exclusivo de comercialização dos seus vinhos, ficando bem conhecidos várias das suas marcas, entre elas o “R” e o “M”.

Os seus vinhos figuraram em diversas exposições e certames, tendo obtido honrosos títulos, como, por exemplo o “Grand-Prix” na Exposição Internacional do Centenário da Independência do Brasil, realizada no Rio de Janeiro em 1922/23 e a Medalha de Ouro da Exposição Nacional de 1908, comemorativa do 1.º Centenário da Abertura dos Portos do Brasil ao Comércio Internacional, além de outras Medalhas de Ouro em várias outras exposições.

Inicialmente instalado na conhecida “Casa dos Cônsules”, no cruzamento da Rua da Conceição com a Rua da Figueira Preta, viria, com a prosperidade do negócio a se mudar para o “Castelo Olímpico”.

Para além da sua actividade comercial António Izidro Gonçalves publicou vários artigos nas colunas dos jornais regionais, tendo defendido apaixonadamente a implementação dos serviços de viação eléctrica na Madeira.

Já em idade avançada afastou-se da actividade comercial e retirou-se para o Brasil, onde possuía vastas propriedades e onde terminaria os últimos dias da sua vida.

Com a sua retirada da actividade comercial, os seus vinhos passariam a serem comercializados pela Companhia Vinícola da Madeira Lda. fundada por escritura de 6 de Fevereiro de 1919 [1].


 

[1] A. Izidro Gonçalves e Companhia Vinícola da Madeira, Lda. Revista “Açores-Madeira, 10 de Junho de 1950, pág.34-35..

Câmara de Lobos

Dicionário Corográfico
Edição electrónica

Manuel Pedro Freitas

Câmara de Lobos, sua gente, história e cultura