CÂMARA DE LOBOS - DICIONÁRIO COROGRÁFICO

A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z
 
Entrada > Dicionário > A > Aguiar, Clemente de Sousa
 

 

 

Aguiar, Clemente de Sousa

 

Natural  da freguesia de Câmara de Lobos, onde nasceu a 2 de Outubro de 1847 e faleceu a 18 de Agosto de 1886 [1]. Era filho de Clemente de Sousa Aguiar [2] e de Alexandrina Clélia de Sousa Aguiar [3], ambos naturais da freguesia de Câmara de Lobos, casados em 22 de Outubro de 1843 e residentes ao sítio da Saraiva [4], [5].

Era neto paterno de João de Sousa Aguiar e de Ana Joaquina de Jesus, ambos naturais da vila de Câmara de Lobos.

Era neto materno de João Gomes Henriques, lavrador e de Quitéria Rosa, doméstica, ambos naturais da freguesia de Câmara de Lobos.

Clemente de Sousa Aguiar casou no dia 1 de Junho de 1872, na igreja de São Sebastião [6], com Carlota de Caires Correia Noronha, viúva de Henrique Correia de Noronha e filha de António Francisco de Cairos Rego e de Carlota Joaquina de Almeida, de quem não teve geração. Tendo, a 18 de Outubro de 1884, ficado viúvo, casa em segundas núpcias, na residência de sua mãe (quinta da Lourencinha), ao sítio da Lourencinha, a 18 de Agosto de 1886 [7], com Carlota Amália Drumond da Veiga [8], natural de São Pedro e moradora ao sítio do Serrado da Adega, filha de João António da Veiga, escrivão da fazenda em Câmara de Lobos e Maria Amália Drumond da Veiga, natural da freguesia da Sé. A 24 de Agosto de 1886, quando eram decorridos 6 dias que se havia casado, vem a falecer na sequência de doença prolongada, sem deixar descendência, sendo na altura da sua morte juiz ordinário do julgado de Câmara de Lobos.

Era proprietário e, enquanto foi casado com a sua primeira mulher residia ao sítio do Serrado da Adega, freguesia de Câmara de Lobos, passando depois a residir no sítio da Lourencinha, tam­bém freguesia de Câmara de Lobos.

Clemente de Sousa Aguiar foi presidente da Câmara Municipal de Câmara de Lobos, entre 1882 e 1885, tendo também exercido o cargo de juiz no julgado de Câmara de Lobos [9] e de Administrador substituto do concelho de Câmara de Lobos, cargos que, enquanto exercidos no decurso do seu mandato como presidente, o obrigaram a se fazer substituir nesse cargo.

 



[1]   Diário de Notícias, 20 de Agosto de 1886.

[2]   Terá falecido por volta de 1857. A este propósito consultar as notas tabelião José Joaquim de Nóbrega, de 10 de Março de 1857, fls 61v do livro 12.

[3]   Faleceu em Câmara de Lobos a 18 de Janeiro de 1893.

[4]   Alexandrina Olímpia de Sousa Aguiar falecida solteira, no dia 28 de Julho de 1898, aos 52 anos de idade, era sua irmã. Era também seu irmão JOÃO CARLOS AGUIAR.

 

         "Joao Carlos d'Aguiar an Island producer of the 18th century. Wines of this producer include an Unknown source 1793 Moscatel JCA & Cia. Alex Liddell notes a bottle of Terrantez 1715 by JCA & Cia. The fine wine seller Christopher Keiller shows four vintages: 1795 Moscatel Velhissimo, 1795 Velhissimo, 1804 Moscatell Velhissimo, 1834 IR, and a nv Real Reserva Velhissimo bottled c1840 (that I have purchased).
At some point after 1840's it looks like d'Aguiar may have joined with the Freitas family to form Aguiar Freitas & Cia. nv Boal bottle circa 1890"
[
VoragoQuaeroOriens].

   

    "My name Maria do Céu d' Aguiar de Almeida Junça, and João Carlos d'Aguiar was my great- grandfather. His son was my grandfather Tiago Matias d'Aguiar married with Maria Matilde Spinola Barreto d'Aguiar. They got married on the 14th November 1918 and lived in Madeira Island until 1930. All the factories and farms were selled to a cousin Clemente d' Aguiar. Some factories were in Machico and the farms were in Camara de Lobos (Quinta da Lourencinha) Santo da Serra, Funchal and Machico".
As far as I know my grandfather was born in Machico and they got married in Santa Cruz Church on the date above mentioned. They had five cildren 2 girls and 3 boys. The older has my great-grandfather name - João Carlos Barreto d'Aguiar
[Maria do Céu d'Aguiar]. http://www.madeira-island.com/interactive/forums/read.php?7,16515,16627#msg-16627

 

[5]   Registo de Casamentos de Câmara de Lobos, 1843, L.316, fls. 51vº. Na altura do casamento o nome da esposa de Clemente de Sousa Aguiar era Alexandrina Clélia Henriques .

[6]   Registo de Casamentos de Câmara de Lobos, 1872, L. 3144, fls.9.

[7]   Registo de Casamentos de Câmara de Lobos, 1886, L.3158, fls. 17.

[8]   Carlota Amália Drumond da Veiga viria posteriormente a estar na origem da família Veiga França

[9]   De acordo com o Diário de Notícias de 9 de Março de 1880 era por essa altura juiz do julgado de Câmara de Lobos, cargo de que havia pedido a demissão para acompanhar Luís Soares de Sousa ao Brasil.

 

Câmara de Lobos

Dicionário Corográfico
Edição electrónica

Manuel Pedro Freitas

Câmara de Lobos, sua gente, história e cultura