CÂMARA DE LOBOS - DICIONÁRIO COROGRÁFICO

A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z  
 
Entrada > Dicionário > C > Coreto do Largo da República
 

 

 

Coreto do Largo da República

 

No Largo da República, na cidade de Câmara de Lobos existe um coreto de 12 colunas, construído em ferro fundido.

Datado de 1883, este coreto foi primitivamente adquirido pela Câmara Municipal do Funchal, que o instalou no Jardim de São Francisco, hoje Jardim Municipal do Funchal. Em 1942, foi desmontado e colocado à venda em hasta pública, acabando por ser adquirido, por cinco mil escudos, em Julho do mesmo ano, pela Câmara Municipal de Câmara de Lobos, a fim de o instalar no então denominado Largo 28 de Maio, em Câmara de Lobos, em substituição de um outro lá existente [1], [2].

Em finais de Outubro, princípios de Novembro de 1942, a sua montagem estaria quase concluída e a inauguração para breve, altura em que, para assinalar o acto, estava prevista a realização de um concerto pela Banda Municipal de Câmara de Lobos, sob a direcção artística de Francisco Fernandes da Silva Júnior [3].

Contudo, segundo Guido Monterrey, a sua inauguração só se terá verificado, muito mais tarde, no dia 25 de Abril de 1943 [4].

Instalado e inaugurado, o coreto, a partir dessa altura haveria de ser palco para várias actuações, não só da Banda Municipal de Câmara de Lobos, como da Filarmónica Recreio Camponês.

Com efeito, logo no mês seguinte à sua hipotética inauguração, a Câmara Municipal de Câmara de Lobos deliberou que se iniciassem no último domingo de Abril, os concertos musicais no coreto do largo 28 de Maio, a cargo da Banda Municipal de Câmara de Lobos [5], [6].


 


[1]      Eco do Funchal de 18 de Outubro de 1942.

[2]      Na sua edição de 18 de Julho de 1942, o Diário da Madeira dá conta de que a Câmara Municipal de Câmara de Lobos havia adquirido por cinco mil escudos o coreto do Jardim Municipal do Funchal para o instalar no Largo 28 de Maio, em Câmara de Lobos.

[3]      Eco do Funchal, 1 de Novembro de 1942.

[4]      Importa confirmar esta data.

[5]      Para um melhor historial do coreto de Câmara de Lobos consultar: Eco do Funchal, edição de 18 de Outubro de 1942.

[6]      Diário de Notícias de 16 de Maio de 1943.

 

 

Câmara de Lobos

Dicionário Corográfico
Edição electrónica

Manuel Pedro Freitas

Câmara de Lobos, sua gente, história e cultura