CÂMARA DE LOBOS - DICIONÁRIO COROGRÁFICO

A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z
 
Entrada > Dicionário > H > Henriques, Capitão António Nicolau Gonçalves
 

 


Henriques, Capitão António Nicolau Gonçalves

 

António Nicolau Gonçalves Henriques, era natural da freguesia do Campanário, onde nasceu  a 10 de Setembro de 1780 [1]. Tal como seu pai, tinha a patente de capitão e terá residido nesta freguesia até, por volta de 1922, altura em que se muda para a freguesia do Estreito de Câmara de Lobos, onde se fixa na vizinhança da igreja, onde  morre no dia 13 de Fevereiro de 1857.

Era filho do Capitão Francisco Gonçalves e de Isabel Maria Henriques, ao que se supõe naturais do Campanário. Era casado com Antónia Maria Júlia de Barros Henriques, natural da freguesia do Estreito de Câmara de Lobos [2], falecida no dia 11 de Junho de 1862, aos 77 anos de idade, filha do capitão João Caetano e de Ana Júlia de Barros Henriques, de quem teve:

1.  Eudviges, nascida muito provavelmente na freguesia do Campanário a 2 de Outubro de 1816 e baptizada na igreja do Estreito de Câmara de Lobos a 25 de Dezembro de 1823 [3].

1.  António Nicolau Figueira de Barros Henriques, nascido na freguesia do Campanário a 22 de Junho de 1818 e baptizado na freguesia do Estreito de Câmara de Lobos a 25 de Dezembro de 1823. Era, na altura da sua morte, ocorrida a 10 de Maio de 1860, escrivão do juiz da paz da freguesia do Estreito de Câmara de Lobos, solteiro e não possuía descendência [4].

1.   Eugénia

1.  Engracia, natural da freguesia do Estreito de Câmara de Lobos, onde nasceu a 20 de Novembro de 1823 e foi baptizada a 25 de Dezembro de 1823 [5].

1.   Maria

1.  João, nascido a 14 de Maio de 1826 e baptizado na freguesia do Estreito a 8 de Setembro de 1834 [6].

1.  Claudino, natural da freguesia do Estreito de Câmara de Lobos, onde nasceu a 4 de Setembro de 1830, tendo sido baptizado a 8 de Setembro de 1834 [7].

1.  Francisco Gonçalves de Barros Henriques [8]Ainda que fosse residente na Ponta Delgada Faleceu na freguesia do Estreito de Câmara de Lobos,  no dia 26 de Agosto de 1862, aos 33 anos de idade. Casou na freguesia da Ponta Delgada, em 1855, com D. Balbina Cândida de Freitas  [9]  de quem houve:

2. Francisco Gonçalves de Barros Henriques, nascido na freguesia da Ponta Delgada, Madeira, no dia 11 de Outubro de 1857 [10], e residente no sítio do Pico, desta freguesia. De uma sua relação com Maria Cândida, haveria de ter:

3. Francisco, nascido a 24 de Outubro de 1884 e batizado a 4 de Dezembro de 1884 [11]. Nesta altura tinham residência ao sítio do Pico na freguesia de Ponta Delgada. O pai era proprietário e a mãe empregada doméstica.

     Em 1888, Francisco Gonçalves de Barros Henriques, mantinha o seu estado de solteiro e solicitou passaporte para emigrar com destino ao Brasil, levando consigo não só o seu filho Francisco como Maria Cândida, a mãe do seu filho [12].

2. João isidoro de Barros. Nascido no dia 2 de Janeiro de 1859 na freguesia de Ponta Delgada, ilha da Madeira, tendo sido batizado a 30 de dezembro de 1863. Emigrou para o Brasil, em 1881, onde terá casado, supondo-se que, posteriormente, terá regressado à Madeira, onde terá falecido na freguesia de Ponta Delgada no dia 22 de Dezembro de 1908 [13,14].

2. Maria. Nasceu a 5 de Janeiro de 1860 e terá falecido no dia 10 de Janeiro de 1942, na freguesia de Campo Grande [15].

2. Virgínia [Tomásia de Barros?]. Nasceu na freguesia de Ponta Delgada no dia 21 de Setembro de 1862. Casou, na freguesia da Ponta Delgada a 15 de Outubro de 1881, com [Jacinto António de Freitas?] e faleceu a 20 de Junho de 1941, na freguesia de Ponta Delgada, concelho de São Vicente. [16].

 

O nome de António Nicolau Gonçalves Henriques surge em 11 de Junho de 1845, por ocasião da aprovação de uma postura, como presidente da Câmara, sendo na altura vereadores: Manuel Joaquim Lopes; António Ozório de Menezes e Luís António Felgueira.

 


 


[1]     Registo paroquial de baptismos da freguesia do campanário, Livro 363, fls.128, 17 de Setembro de 1780.

[2]     Antónia Júlia de Barros Henriques, mulher do Capitão Nicolau Gonçalves Henriques era irmã do capitão António Caetano Figueira de Barros Henriques, residente ao sítio do Pomar do Meio, freguesia do Estreito de Câmara de Lobos, falecido a 29 de Setembro de 1857, viúvo de Antónia Caetana de Freitas Henriques, de quem não teve descendência, residindo à altura da sua morte, na vizinhança da Igreja, freguesia do Estreito de Câmara de Lobos, em casa do seu falecido cunhado, António Nicolau Gonçalves Henriques (CMCL - Reg. Testamentos, Lº 1, pg 75v).

O Capitão António Caetano Figueira de Barros Henriques era filho do capitão João Caetano e de Ana Júlia. Casou na igreja do Estreito no ano de 1815 com D. Antónia Caetana de Freitas (livro 350, fls. 79). Foram testemunhas do testamento do Capitão António Caetano Figueira de Barros Henriques, o Alferes João de Barros Henriques, o Alferes Gregório Nazeazeno de Barros e o Capitão Julião Francisco de Barros Henriques, todos solteiros, proprietários e residentes na vizinhança da Igreja.

O capitão João Caetano da Silva e Ana Júlia de Barros casaram na freguesia do estreito no ano de 1786 (Livro 349, fls.69vº).

[3]     Assento de Baptismos da freguesia do Estreito de Câmara de Lobos, pg. 170v.

[4]     Registo paroquial de óbitos da freguesia do Estreito de Câmara de Lobos, 1860, pg. 3 e 3v.

[5]     (ass. nasc. do Est. Cª. Lobos, pg. 170v)

[6]     (ass. nasc. do Est. Cª. Lobos, pg. 139v).

[7]     (ass. nasc. do Est. Cª. Lobos, pg.139v)

[8]     Ainda que no testamento de António Caetano Figueira de Barros Henriques, cunhado do Capitão António Nicolau Gonçalves Henriques fizesse referência unicamente a 4 filhos, ou seja ao António Nicolau Figueira de Barros Henriques, à Hedeviges, à Eugénia e à Maria, surge no dia 26 de Agosto de 1862, o registo paroquial de um óbito, na freguesia do Estreito de Câmara de Lobos,     no nome de Francisco Gonçalves de Barros Henriques, com 33 anos, casado com Balbina Cândida de Freitas, lavrador e residente na Ponta Delgada e filho de António Nicolau Gonçalves e de Ana Julia.

[9]     PT/ABM/PSVC02/002/00015/000364.Casamentos da Ponta Delgada, Liv. 636, f. 109 v.º. Aquado do nascimento dos filhos, o nome de Balbina Cândida de Freitas surge como Balbina Cândiida Gonçalves de Barros. Depois da morte do seu Marido, Balbina Cânmdida tenha tido relacionamento com Norberto António de Ornelas, de quem terá tido quatro fiilhos - Florinda, Capitolina, António e Fimina -, todos assumidos a 27 de janeiro de 1890 (Livro 5576-A fls 3 a 5vª) e legitimados, posteriormente, em 2 de dezembro 1895 na sequência do seu casamento, em Ponta Delgada (Livro 8163A fls 9-10). Na altura do casamento, celebrado na residência do noivo, em situação de perigo de vida,  ela teria  57 anos, era viuva de Francisco Gonçalves de Barros Henriques e ele tinha  75 anos, era viúvo, proprietário, filho de Norberto António de Ornelas e de  Joana Inácia de Ornelas, naturais do Funchal e residia no sítio das Terças na freguesia de Ponta Delgada.

[10]   PT/ABM/PSVC02/001/00028/000044.Liv. 5549. Registo de batismo n.º 44:

[11]  PT/ABM/PSVC02/001/00049/000038. Liv. 5570, Registo de batismo nº. 38.

[12]  Passaportes, Brasil, ano 1888, Cx 69, processo 146. Quando Francisco Francisco Gonçalves de Barros Henriques foi para o Brasil, surge a data de 30 de dezembro de 1863 como correspondente à do batismo, na paróquia de Ponta Deldada e a idade de 30 anos. PT/ABM/GCFUN/003/00069/00146.. PT/ABM/GCFUN/003/00069/00036. - Francisco é filho da requerente e de Francisco Gonçalves de Barros Henriques, que tem o processo de passaporte n.º 1367 de 1888. No requerimento do registo criminal o nome da requerente é Maria Cândida do Espírito Santo e o nome da mãe da requerente é Maria Francisca do Espírito Santo. Vai em companhia do parente Vitorino Joaquim Maia com o processo do passaporte n.º 1248 de 1888

[13]  PT/ABM/PSVC02/001/00028/000045. Liv. 5549. Registo de batismo n.º 45:

[14]  Passaportes, Brasil, ano 1881, Cx 32, processo 18. PT/ABM/GCFUN/003/00032/00018.

[15]  PT/ABM/PSVC02/001/00028/000046. Liv. 5549. Registo de batismo n.º 46.

[16]  PT/ABM/PSVC02/001/00028/000047. Liv. 5549. Registo de batismo nº. 47

 

 

 

 

Câmara de Lobos

Dicionário Corográfico
Edição electrónica

Manuel Pedro Freitas

Câmara de Lobos, sua gente, história e cultura