CÂMARA DE LOBOS - DICIONÁRIO COROGRÁFICO

A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z
 
Entrada > Dicionário > H > Henriques, Dr. Francisco Eduardo

Dr. Francisco Eduardo Henriques

 


Henriques, Dr. Francisco Eduardo

 

O Dr. Francisco Eduardo Henriques, nasceu no concelho da Ponta do Sol, a 9 de Março de 1848, tendo falecido no Funchal, a 5 de Janeiro de 1912.

Era filho de António Gonçalves Henriques, natural de Câmara de Lobos e de Matilde Adelaide Henriques, natural da freguesia de São Pedro e falecida a 30 de Março de 1898 [1].

Era neto paterno do Capitão António Gonçalves Henriques e de Ana Rita Henriques.

Casou, na igreja de S. Sebastião, em Câmara de Lobos, no dia 9 de Outubro de 1871 com sua prima, Carolina Matilde Henriques [2], natural da freguesia do Estreito de Câmara de Lobos, mas residente à rua principal da vila, filha de Tibúrcio Justino Henriques [3], natural de Câmara de Lobos e de Jesuína Rosa, solteira e natural da freguesia do Estreito de Câmara de Lobos, de quem teve 3 filhos:

1.  Maria Matilde Henriques que casou com António Justino Henriques de Freitas, de quem teve:

2.  Ricardo Justino Henriques de Freitas, que casou com Francisca Freitas Branco, de quem teve:

3.  Maria da Paz Freitas Branco Henriques de Freitas, que casou com Arq. António Portugal de quem tem geração.

2.  António Justino Henriques de Freitas Júnior, casado com Sara A. Portugal da Silveira, filha de Alfredo Augusto Curvo Semedo Portugal da Silveira e de Maria Carlota Ornelas Frazão Acciaiuoli de Menezes Portugal da Silveira, de quem teve:

3.  Luís Justino Portugal da Silveira Henriques de Freitas, que casou com Dalila Gomes, de quem teve Isabel; Luís Justino; Dalila Carlota; António Justino e Sara.

3.  Sara Maria Portugal da Silveira Henriques de Freitas, falecida solteira e sem geração.

3.  Maria do Carmo Portugal da Silveira Henriques de Freitas, casada com o Prof. Frano Baras, de que tem: Jelka Baras e Karolina Baras.

3.  António Justino Portugal da Silveira de Freitas, casado com Manuela de Jesus, de quem tem Ana Portugal da Silveira Henriques Freitas.

1.  Tibúrcio (Eduardo) Henriques, que casou com  Eugénia Bianchi filha de Ferdinando Maximiliano Bianchi e de Maria das Mercês da Câmara Lomelino, de quem teve:

2.  Maria Bianchi Henriques que casou com Dr. Álvaro Henriques Perestrelo de Favila Vieira, natural da freguesia de São Pedro, onde nasceu a 8 de Novembro de 1902, tendo falecido em Lisboa, no dia 2 de Dezembro de 1963 e de quem teve:

3.   Manuel José de Bianchi Henriques Favila Vieira.

3.  Isabel Maria de Bianchi Henriques Favila Vieira, casada com Francisco Leite Monteiro, de quem tem geração.

3.  António de Bianchi Henriques Favila Vieira.

2.  José Bianchi Henriques.

1.  Matilde Maria (ou Carolina) Henriques, que casou com o coronel-médico Dr. José Agostinho Rodrigues, natural de São Martinho, onde nasceu a 1 de Outubro de 1864, tendo falecido em Lisboa, a 14 de Abril de 1938 e de quem teve:

2.  Eng. Francisco Henriques Rodrigues, nascido no Funchal, em 1901 e falecido em Lisboa, em Outubro de 1954, casado com Maria Manuela Pereira Rodrigues, de quem teve:

3. Eng. José Eduardo Henriques Rodrigues.

 

O Dr. Francisco Eduardo Henriques era licenciado em medicina pela Escola Médico-Cirúrgica do Funchal, cujo curso concluiu em 1870. Exerceu clínica na vila de Câmara de Lobos, onde se terá fixado, vindo da freguesia da Sé, onde residia, por volta de 1873.

Desempenhou as funções de presidente da Câmara Municipal de Câmara de Lobos, de procurador à Junta Geral e foi membro da Delegação do Mercado Central dos produtos Agrícolas.

Tomou posse do cargo de presidente da Câmara Municipal de Câmara de Lobos em 2 de Janeiro de 1887, cargo onde se mantém durante um mandato de dois anos. Do elenco camarário por si chefiado faziam parte: João Figueira da Silva (vice-presidente); Joaquim Pestana; Januário de Freitas Barreto; José Figueira da Silva; João Baptista de Araújo e Manuel Joaquim Figueira da Silva. Em 20 de Junho de 1888, João Joaquim Pereira surge como vereador substituindo João Baptista de Araújo que havia saído para o estrangeiro. No dia 2 de Janeiro Francisco Eduardo Henriques dá o lugar a António Silvino de Macedo.


 


[1]     Diário de Notícias, Funchal, 31 de Março de 1898. De acordo com a notícia de participação da morte, eram seus genros e, por consequência cunhados do Dr. Francisco Eduardo Henriques: António Lino de Macedo e Freitas, Manuel J. de França Dória e Tiburcio Maurício Henriques.

[2]     Carolina Matilde Henriques, era filha de Tibúrcio Justino Henriques, resultado de uma sua ligação com Jesuína Rosa, antes do seu casamento com Tomásia Matilde Henriques, de quem não teve descendentes. Terá nascido por volta de 1836 e falecido no dia 21 de Janeiro de 1901.

[3]     Tibúrcio Justino Henriques tinha como irmãos: Luisa; António Gonçalves Henriques que provavelmente será o pai do Dr. Francisco Eduardo Henriques; Luís Agostinho Henriques e Ana, que provavelmente corresponderá a Ana Júlia de Freitas Henriques, casada com António Joaquim de Freitas Henriques.

 

 

 

Câmara de Lobos

Dicionário Corográfico
Edição electrónica

Manuel Pedro Freitas