CÂMARA DE LOBOS - DICIONÁRIO COROGRÁFICO

A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z  
 
Entrada > Dicionário > S > Silva Vinhos Lda.

Logotipo de Silva Vinhos Lda.

 

 

Silva Vinhos Lda.

 

Aspecto da Adega "Silva Vinhos Lda."

Pormenor do acto inaugural

 

A Empresa Silva Vinhos Lda. é uma empresa de produção, engarrafamento e exportação de vinhos Madeira. Foi constituída pelos irmãos José Olavo e João Alexandre Rodrigues da Silva, por escritura pública de 22 de Julho de 1988.

Inaugurou a sua sede e adega no caminho do cemitério, na freguesia do Estreito de Câmara de Lobos no dia 17 de Agosto de 1990.

A constituição da sociedade e construção da respectiva adega seria a concretização de um sonho de João da Silva, pai dos sócios, mas falecido a 27 de Março de 1987. João da Silva nasceu no Funchal no dia 3 de Junho de 1927. Era filho de família de poucos recursos e iniciou-se cedo no mundo do trabalho como empregado de escritório. Mais tarde, tornou-se empresário industrial de vinhos, como partidista e armazenista.

A propósito da empresa Silva Vinhos Lda. e dos objectivos que levaram à sua constituição  um outro prospecto refere que: O negócio do vinho Madeira tem sido tradicionalmente familiar com os filhos a herdarem dos pais os estabelecimentos vinícolas.  
A expansão foi acomodada comprimindo novos barris de vinho ou maquinaria onde houvesse espaço.

Tais estabelecimentos eram mal iluminados, apertados, e mal situados para essa altura, sendo difícil o acesso automóvel. 
Nalguns casos, o vinho era feito num edifício, armazenado a um quilómetro de distância e engarrafado num terceiro edifício. 
Tais estabelecimentos vinícolas proporcionavam uma atracção pitoresca para os turistas, mas estavam irremediavelmente ultrapassados.

A Silva Vinhos Lda., decidiu quebrar com o passado e concebeu a ideia de uma fábrica moderna, logicamente projectada, com uma localização estratégica e acessível no coração da melhor região para o cultivo do vinho. 
Uma integração vertical completa permite que todas as operações desde o esmagamento das uvas até ao acondicionamento para exportação sejam realizadas debaixo do mesmo tecto numa configuração de fluxo lógica, evitando uma mudança de local do vinho desnecessária que origina desperdício de  dinheiro e não é bom para o vinho.

Através de um tal planeamento torna-se mais fácil um controlo de qualidade rígido: o negociante de vinhos, dono, o químico chefe e o pessoal da manutenção estão sempre a postos e muito próximos para o caso de haver algum problema. 
Resumindo, enquanto o vinho ainda é feito pelos processos básicos tradicionais desenvolvidos no Séc. XVIII/XIX, o trabalho é feito de acordo com a metodologia do Séc. XXI. 
Caso os futuros avanços tecnológicos tornem desejável automatizar quaisquer processos, há muito espaço para instalar equipamento novo e suas ligações sem ser necessário fazer grandes alterações no edifício.

Será evidente que esta abordagem terá de resultar na produção de vinho Madeira excelente, consistente, ano após ano, a baixo custo, um empreendimento que, combinado com um marketing dinâmico, terá de assegurar que a Silva Vinhos Lda. movimentar-se-á positivamente para o Séc. XXI.

Contudo, poucos anos depois, haveria de se extinguir e vender as respectivas instalações à Câmara Municipal de Câmara de Lobos que, no decurso de 2003, as adquiriria com o objectivo de adaptá-las a mercado municipal.

 

Câmara de Lobos

Dicionário Corográfico
Edição electrónica

Manuel Pedro Freitas

Câmara de Lobos, sua gente, história e cultura